Enfeitada de Sonhos

Além de um look: Moda como instrumento para derrubar barreiras

10 de outubro de 2017 0 Comments

   A moda é uma linguagem, através dela podemos transmitir uma mensagem, muitas vezes até inconscientemente. Cada tendência tem um porque, até mesmo o nosso desejo de compra, não vem do nada. A moda acompanha nossos anseios e se adapta a eles!

Gabriele Chanel mais conhecida como “Coco Chanel” foi uma das primeiras estilistas a demonstrar maior ambição através de sua roupa. Em uma época onde poucas mulheres trabalhavam – e quem trabalhava não era propriamente valorizada -, ela criava a calça feminina para proporcionar conforto às novas ‘trabalhadeiras’. Com o tempo, a calça se tornou mais um simbolo de empoderamento da mulher, referência da independência que construíam naquela época, não somente dos espartilhos, mas a partir dali a mulher começa a ganhar seu proprio dinheiro e muitas a sustentar a família com maior dignidade e respeito do próximo!  Claro que na época a tendência da calça feminina deixava as mulheres “livres” e mais confortáveis para enfrentar sua nova realidade, percebam, tudo tem um porque! Gabriele viu um problema, uma necessidade do momento e o solucionou.

Vocês sabem porque as cores: azul céu, rosa chá e o branco, estão em alta atualmente? São elas que compõem a bandeira dos transexuais. Pensa bem, em uma época onde a luta sobre a igualdade de gêneros e o fim da homofobia, estão cada vez mais fortes, este anseio ganha um sentido, outro exemplo forte são as t-shirts com frases ou gravuras impactantes, que refletem muito bem nossos anseios atuais. Percebam:“a moda se molda a sociedade e assim produz conteúdos culturais que também são causadores de mudanças sociais” (MCCRACKEN, 2003).

A moda fala alto e quer ser ouvida, porque a gente fala alto e queremos ser ouvidos! A vestimenta é sim uma forma de diferenciação entre o próximo, mas está longe de ser apenas reflexo de futilidade! Englobando além dos meios sócias, a política e a economia do mundo todo. Percebam que ela é feita para o nosso consumo, então logicamente ela pretende saciar nossos desejos, por isso a indústria reflete tão bem nosso meio social. Moda não é brincadeira e está longe de ser.

# KÁ INDICA:

MODA E POLÍTICA: UMA ANÁLISE DA INDUMENTÁRIA DOS SANSCULOTTES DURANTE A REVOLUÇÃO FRANCESA

Gustavo Luiz Kievel e Camila Bisol Brum Scherer - ESPM-Sul – OUTUBRO/2015

Com todo amor, 
         Ká Morillo

 

COMENTE AQUI ❤

POSTAGENS RELACIONADOS